Dica de estudo …..


Dicas de estudo III -Abandonando clichês.

O ato de fazer música pode, muitas vezes , ser comparado à qualquer atividade limite que o ser humano se propõe a fazer ; seja andar na corda bamba, pilotar um caça a jato ou jogar xadrez.
Na música estamos equilibrados num fio tênue que é margeado tanto pela razão, como pela emoção, técnica e abandono,sensibilidade e premeditação , calculismo e fé…..
Quando ouvimos, seja em um show ou gravação, uma música cuja performance nos emociona e inspira, devemos ter consciência que esta é o resultado de muito sangue, suor e lágrimas e para chegarmos ao máximo de nosso potencial, devemos atravessar o mesmo processo.
Todavia, não devemos ficar presos a meros processos mecânicos ou apenas decorar, por exemplo, os desenhos da escala pelo braço.
Uma dica muito valiosa para guitarristas e instrumentistas de cordas em geral foi-me passada pelo iluminadíssimo Mike Stern:
-Pegue as notas de uma escala maior (C,D,E,F,G,A,B,C) e toque-as numa corda só , do traste mais grave ao mais agudo, esquecendo-se das digitações propriamente ,apenas se preocupando com as notas no braço e seu som.Você pode até cantar a tônica ao tocar as demais notas, depois faça o mesmo em todas as outras cordas e em todos os tons( C, G,D,A,E,B,F#,C#,F,Bb,Ab,Db,Gb,Cb.).
Esta dica é muito utilizada também por Pat Methney e Mick Godrick.
Na próxima coluna vamos dar o mesmo enfoque para arpejos com aproximações cromáticas ( que darão critério aos seus “outside”)
E lembre-se: se você se sentir cansado após seus estudos, vá dar uma volta e alimente alguns patos e outros pássaros em seu parque mais próximo ( também toque do mestre Godrick) .Ninguém menos que o célebre escritor Charles Bukowski afirmava também que não há nada melhor que os patos para uma cabeça cansada.

Ciao!!!!!!!!

Márcio Okayama

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>