Bibliografia


144_livroGuitar Player Book – 12 Anos
Edição comemorativa da Revista Guitar Player.Este livro que mostra a história da guitarra contada por Jaques Molina e possue análise técnica dos solos e equipamento de guitarristas como: Mozart Mello, Faiska, Edu Ardanuy, Andre Christovam, João Castilho, entre outros.

O solo da música Exobiologia de Marcio Okayama esta transcrito, junto com sua análise e playback para que os estudantes possam tocar junto com a gravação.

147_livroBreves toques sobre a Arte da Transcrição (O Zen e a Arte do Transcritor…)
Alguns anos atrás não havia tanto material transcrito para guitarra, fossem músicas, trechos de solo (licks) ou muita informação em geral registrada.Inspirado pelo fato de um de meus heróis, Steve Vai, ter iniciado sua carreira como transcritor e copista de Frank Zappa, passei a investir tempo e energia no aprendizado desta arte que é grafar os etéreos e abstratos sons (muito sabiamente, um aluno, Celso Wolf, citou que esta é uma arte à parte da própria arte de tocar guitarra).Durante o período que cursei o bacharelado em violão erudito, tive a bênção de ser orientado por um corpo docente fantástico que abriu uma série de novas possibilidades e horizontes para minha vida.

A cravista e pianista Mary Vasconcellos foi minha orientadora na área de treino auditivo, leitura e rítmica; uma pessoa fantásica que, acima de tudo, ensinou-me que para conduzir qualquer trabalho é necessário paciência e saber se colocar nos “sapatos” que calçam o outro. Grande parte do trabalho em classe era realizado via audição e transcrição de trechos de obras eruditas, principalmente as cantatas de Bach à quatro vozes (ótimas para compreensão de encadeamentos).

A partir de muita “lição de casa” e guerra de nervos, consegui assimilar os princípios básicos da notação musical e colocá-los em prática.Logo após o final da faculdade(em torno de 1994), por aquelas torções “warp” que o destino nos prega, acabei trabalhando numa das primeiras equipes de transcrição do país, na revista Cover Guitarra, junto com os também guitarristas Rogério Scarton e Walmyr Tavares.

A torção “warp” é justificada pelo fato inusitado de uma semana após ter comprado um micro e instalado os programas básicos de notação musical, recebi o convite de Regis Tadeu (editor da revista a quem devo muito de minhas oportunidades de carreira) para integrar a equipe. Atualmente temos um cenário muito forte nessa área, tanto pelo nível de ensino musical que foi elevado, como pelo aumento de tecnologia empregada na área (Santos Plug-ins!!!).Fica aqui apenas uma ressalva que se aplica nesta nossa era globalizada e “overdosada” de informação; Há alguns anos, o próprio Jesse Gress, editor de notação musical da GP Americana, citou que a garotada não investia muita energia no aprendizado das músicas; o próprio mencionou que se tivesse esse material à sua disposição o teria devorado em sua adolescência.É sempre interessante tomar a partitura como referência para interpretação, como os atores fazem com os textos escritos.

Algumas dicas de trasncrição

1) Isole trechos curtos para notação (um grupeto, se necessário).
2) Pense primeiro na rítmica (depois coloque os “pitchs” corretos das notas).
3) Mantenha uma disciplina de transcrição (pratique-a como se fosse o estudo de seu instrumento).
4) Tente, antes de mais nada, nunca abandonar um projeto (na música e na vida).
5) Ouça, ouça e ouça…

Livros e material para realização do “lavoro”

Livros de referência para afiar a leitura

Pozzolli
Bona
Dacci
Grammani
Real Book (Fake book )
Sonatas e Partitas para Violino (Bach)-Dica do Mike Stern!!!

P.S Os Play Along do Abersold, além de ótimos para treinar improvisação, repertório e dicção, também funcionam como exercícios de leitura.

Sugestão de títulos: Miles Davis, Wayne Shorter, Michael Brecker, Wes Montgomery e Charlie Parker.

 

Material fisíco

1) Computador
2) Programas de notação como Finale e Encore
3) Lápis, papel de escrita, borracha (é fundamenal saber escrever longe do micro e sua resposta “real time” forçando mais o ouvido e a imaginação)
4) Em relação ao lápis, fica o toque do Marcelo Munari: “música se aprende com lápis 3b afiado no estilete!!!”
5) Coleção de discos legais
6) Café
7) Refrigerante (sua marca favorita)

OBS: Necessário se torna também, um preparo psicológico muito forte, pois sem dúvida, é um trabalho bem desgastante, portanto prepare também a caixa de chá de erva cidreira, tempo livre para aula de ioga e tente, dentro do possível, ser uma pessoa normal (apesar de que guitarristas geralmente são um reino à parte na natureza).

 

COLUNAS PUBLICADAS EM REVISTAS:

 

Revista Cover Guitarra

“Afinações abertas” edição 24

“Afinações abertas 2” edição 26

“Afinações abertas 3” edição 27

“Zappeadas 1′ edição 28

“Zappeadas 2” edição 29

 

Revista Guitar Player em Português

“Lick de Jason Becker” edição 6

“Escalas Exóticas” edição 9

“Organizando tempo de estudo” edição 12

“Guitar Trio”

“Execuções usadas em Fusion” edição 13

“O Estilo de Jennifer Batten” edição 14

“O que fazer quando não há idéias”

“Mais dicas de idéias” edição 15

“O Renascimento e a Música Moderna” edição 16

“Chicken Pickin’ com yakissoba” edição 17

“Bases e riffs de Rock 1” edição 18

“Os riffs de Keith Richards” edição 19

“Os riffs de Pete Townshend” edição 20

“Os riffs de Pete Towshend 2” edição 21

“O estilo de Andy Summers” edição 22

“O estilo de Andy Summers 2” edição 23

“A guitarra mágica de George Harison” edição 24

“Homenagem a Michael Hegdes” edição 25

“Os Riffs de Randy Rhoads” edição 26

“Riffs do Metallica” edição 27

“Riffs de Hendrix” edição 28

“Harmonias de Allan Holdsworth” edição 29

“Tietê River Blues de Faíska” edição 30

“Análise de Hotel California” edição 31

“Frases de David Gilmour” edição 32

“O estilo de Brian May” edição 33

“O Blues de Clapton” edição 34

“Frank Zappa, modalismo” edição 35

“As guitarras de Fernando Magalhães e Frejat” edição 35

“Zappa, Serial Killer!” edição 36

“O estilo de Slash” edição 37

“A arte de Randy Rhoads” edição 38

“A arte de Mark Knopler” edição 39

“A simetria de Robert Fripp” edição 40

“Arpejos minimalistas” edição 41

“O Groove de John Fruciante” edição 42

“Os estudos de Villa Lobos” edição 43

“Exercícios sobre Bach” edição 44

“Área de intensão cromática” edição45

“Pop dos anos 80” edição 46

“Pop dos anos 80 2” edição 47

“Rock progressivo” edição 48

“O estilo de Carlos Santana” edição 49

“Pentatônicas!” edição 50

“Mais Pentas!”edição 51

“A arte de Hendrix” edição 53

“Visionários nas seis cordas” edição 54

“Som e silêncio” edição 55

“O bom uso da técnica” edição 56

“O vibrato mágico de Johnny Winter” edição 57

“A alquimia de Jimmy Page” edição 58

“O estilo de BuckettHead” edição 59

“Desenvolvimento da Mecânica” edição 60

“Cores do Blues” edição 61

“Cores do Blues 2” edição 62

“Técnica Supersônica” matéria de capa edição 62

“Blues étnico” edição 63

“O antimétodo de guitarra” edição 64

“O estilo de Vernon Reid” edição 65

“Salto de cordas” edição 66

“Salto de cordas 2” edição 67

“Guitarra rock e música erudita” edição 68

“Afinações inspiradas em John Cage” edição 69

“Homenagem a George Harison” edição 70

“Solo de George Harison” edição7

“Eric Satie na guitarra” edição 72

“O estilo de Django” edição 73

“O estilo de Wes” edição 74

“O estilo de Wes 2” edição 76

“Hendrixologia” edição 77

“Tappings de Van Halen” edição 78

“Rock de raiz” edição 80

“Tributo a um Blue Cap” edição 8

“Guitarras a serviço de Sua Majestade” edição 82

“Técnicas alternativas” matéria de capa edição 82

“Emoções britânicas” edição 83

“O mágico pássaro das 12 cordas” edição 84

“No início do Funk” edição 85

“A guitarra Funk 2” edição 86

“O acaso, a música e as afinações abertas” edição 89

“O acaso, a música e as afinações abertas 2” edição 90

“Tempo de Estudo” (Matéria de capa) edição 9

Coluna “Magia Celta”

Coluna “Tributo a Shawn Lane” edição 92

“Segredos do Metal Melódico” (Matéria de capa) edição 95

Coluna “Atonalismos e Afins”

“Virtuosos” (Matéria de capa) edição 96

Coluna “Serialismos”

Coluna “Atonalismos” edição 98

“Novo Metal” (Matéria de capa) edição 101

Coluna “A Cor, o Som e o Sentido” edição 101

“Técnica do Fusion” (Matéria de capa) edição 104

“Aproveite seu tempo de estudo” (Matéria de capa) edição 110

 

Revista Guitar Class

Coluna “Duas notas por corda” edição 34

Transcrição de “My Generation” ( The Who) edição 35

Adaptação da Sonata II de Bach edição 36

Artigos diversos publicados em revistas e jornais especializados (Tok para quem Toka, Papel da Música, ABIBA etc)

 

Apostilas IG&T

  • módulo básico
  • módulo básico 2 (versão 1997)
  • módulo 1 (versão 1997)
  • módulo 2 (versão 1997)
  • Especialização em rock 7 (versão 2001)
  • Especialização em rock 8 (versão 2001)

 

Transcrições publicadas de:
Steve Ray Vaughan, Randy Rhoads, Van Halen, Steve Howie, Steve Morse etc (em revistas de guitarra).

“Apostila Escalas Exóticas.”

“Apostila escrita sobre a utilização e digitação de motivos melódicos utilizados na música étnica”

“Coluna Play Rec”

“Coluna escrita em 2006/2007 sobre dicas e conceitos de produção musical, enfocando a guitarra”

 

136_newsInstituto de Guitarra & Tecnologia de São Paulo, dividido em 2 volumes.
Cada volume traz uma coletânea de 10 lições e 2 CDs de áudioLições do volume 1:- Profilaxia para Palhetada do Dr. Taffo (Wander Taffo)
- Chart Reading (Wanderson Bersani)
- Fraseado Exótico (Marcio Okayama)
- Anacruse (Edu Ardanuy)
- Menor Melódica (Wilson Ramos)
- Acordes simétricos (Marco Angi)
- Bebop (Christian McCarthy)
- Arpejos Tríades (Zeca Almeida)
- Guitarra Fusion (Edu Letti)
- Uma “Solitária” Tétrade de G7+ (Mozart Mello)