Tag Archives : aulas de guitarra


Requiem…

Tem sido muito triste observar a ida de grandes artistas, amigos colegas de ofício e sacerdócio… Independente de serem idas causadas pelo Covid, muitas tem sido por razões diversas, sabe se lá , como todo este entorno surreal está afetando de maneira devastadora o emocional e mental … E como vários amigos profissionais da saúde […]

IMG_20201122_010430_123

Desenvolva sua pegada!!!!!

Cada formador da história da música popular deve ser analisado como um artista que trouxe técnicas e óticas fundamentais para o desenvolvimento da guitarra,levando em conta que este instrumento musical é um dos mais pessoais, pois responde diretamente à “pegada” e toque de cada mão, quase como uma impressão digital. Assim sendo, torna-se impossível ser “sampleado” ou imitado eletronicamente.
Vale a pena também frisar que,apesar da guitarra consolidar-se como instrumento musical a partir da década de 50, sua definição estilística existia nas décadas de 30 e 40 do século passado nas mãos do já citado Charlie Christian e do belga Django Rheinhardt. Este último possuía uma maneira própria no desenvolvimento de sua técnica, através da superação de uma tragédia pessoal, (um incêndio por ele sofrido, paralisou dois dedos de sua mão esquerda) sendo considerado como os pontos iniciais da técnica da guitarra.
O vocabulário da guitarra é uma somatória de elementos vindos de vários estilos e influências; por isso cabe esclarecer que o aprendizado será fruto da totalidade de vários estilos musicais diferentes. Costuma-se afirmar que sempre se adquire um estilo musical que o faz ser mais identificado, porém deve-se agregar informações de universos vários,para que a visão musical seja com pleta. Ao estudar rock desenvolve-se a técnica; no jazz, a harmonia; no blues, o “sotaque” e a “pegada” e, na música brasileira, a rítmica e o senso melódico; ou seja:Variedade é o tempero da vida!!!

Marcio Okayama


Dica de estudo …..

Dicas de estudo III -Abandonando clichês. O ato de fazer música pode, muitas vezes , ser comparado à qualquer atividade limite que o ser humano se propõe a fazer ; seja andar na corda bamba, pilotar um caça a jato ou jogar xadrez. Na música estamos equilibrados num fio tênue que é margeado tanto pela […]

214_imagem05

raibow

Como estudar guitarra.

COMO ESTUDAR GUITARRA     Para que tudo isso aconteça de maneira sincrônica, o estudo musical deve ser colocado como um ponto à parte na agenda e rotina pessoal; um momento em que as atenções não podem ser roubadas pelas situações diversas da vida e outras distrações que se é submetido a todo momento na […]


Obrigado Mr. Holdsworth….

É chover no molhado ,ou dizer que um peixe vive na água, afirmarmos que a noite paulistana era outra nos idos finais dos anos oitenta, inicio dos noventa; priscas eras Um aspirante a guitarrista profissional encontrava inúmeras dificuldades, em contrapartida existiam também territórios virgens de oportunidades para realizar seus sonhos. Me incluía nesta casa de […]

17880386_10211733398745754_5117064876925055451_o

Dicas de estudo de guitarra 18

Estudo Zen…

Ter Licks arrasadores, convicção, fraseado melódico e convicção rítmica são objetivos de todos guitarristas..

Para que tudo isso aconteça de maneira sincrônica, o estudo musical deve ser colocado como um ponto à parte na agenda e rotina pessoal; um momento em que as atenções não podem ser roubadas pelas situações diversas da vida e outras distrações que se é submetido a todo momento na vida moderna.

Apesar de que a cultura relativa à guitarra tenha muito do mito de que o virtuose toque à velocidade da luz, para se chegar a esse tipo de resultado a lentidão se faz obrigatória na busca da precisão na execução.
Qualquer informação, escala, lick ou exercício deve ser dividido em pequenos trechos e tocados lentamente, na medida em que a “pegada”, timbre e convicção não sejam atropeladas pelo desejo e impulso de cortar caminhos.

O uso de metrônomo e bateria eletrônica se faz obrigatório para que esta disciplina citada, torne-se natural na vida musical. Estes são fatores que fazem com que a divisão e proporção entre as notas sejam precisas e corretas, sendo o mais importante tópico para que a música se faça presente (tempo).

Frank Zappa declarou no seu “Songbook”, que o mais importante, ao se interpretar um solo, seria respeitar a rigidez na rítmica complexa de sua música. Da mesma forma, Steve Ray Vaughan afirmou numa entrevista com a GP Americana, que a falta de senso rítmico nos músicos modernos é culpa do estilo de vida que se leva; quando se anda pouco a pé, a cavalo ou de trem; meios de locomoção que estão diretamente ligados a uma pulsação constante e orgânica.

Tudo isso prova que a música existe em qualquer situação na qual esperamos que ela esteja presente.
Outro fator a ser policiado com critério é o cuidado com as mãos. Dado à demanda que temos de digitar no computador e problemas posturais gerais são necessários alongamentos básicos de braços e mãos antes e depois do estudo.

Movimentos básicos:
a) Puxar o braço contra o corpo;
b) Puxar as mãos opostamente ao corpo;
c) Puxar os braços pelos cotovelos;
d) Balançar as mãos soltando-as.

Segue abaixo um video antigo onde passo umas dicas de alongamento

palhetaOkayamasamurai

Video dica aula- Atonalismo!!! insanidade simétrica!